A Total Santificação


Líder evangélico relaciona a pregação A total satificação



Por São Paulo, Brasil


  Pastor Eraldo em ensaio fotografico (Foto: Eddy Mailto)

1. A perfeição cristã não é a santidade absoluta, pois só Deus a possui, e ela está infinitamente além do alcance dos seres criados. Deus é o grande centro e a fonte de todo bem e de toda perfeição. Nesse sentido, podemos dizer: "Ninguém há bom, senão um, que é Deus". Somente em sentido relativo é que a criatura pode ser "perfeita".

2. O ser humano não consegue nem mesmo ser tão perfeito quanto os anjos. Os anjos,que contemplan a glória do mundo celeste e o do rosto divino, que há centenas de séculos estão em contato com a insondável sabedoria divina e que jamais, nem de leve, se afastaram dos mandamentos de Deus, com certeza possuem uma perfeição mais elevada que a do homem decaído.

3.Não estamos livres da tentação. Adão, no Paraíso, foi tentado. O nosso bendito Salvador "em tudo foi tentado", como nós (Hb 4.15), mas não há motivo para nos imaginarmos isentos de tentação nesta vida.

4. Não possuímos perfeição de conhecimento. Não estamos livres da possibilidade de nos enganarmos. Enquanto a nossa mente estiver embaraçada pela ignorância quanto aos nossos deveres para com Deus e com os homens, cometeremos enganos na prática da vida cristã. Mas a nossa falta de conhecimento (e não a que for voluntária) em nada prejudica a pureza de nossas intenções.

<

publicidade

SAIBA MAIS